Ensemble DME | Digressão no Brasil



Música em Liberdade

Ensemble DME | Digressão no Brasil

Agosto 2023


O projecto Música em Liberdade evoca os momentos em torno do P.R.E.C. numa proposta cultural que reflecte.a pluradidade de estéticas desse período, a quebra de barreiras politicas, sociais, culturais e sexuais que impactou fortemente as artes.

A proposta pretende traçar uma panorâmica da heterogeneidade musical desse período efervescente e retratar a influência dessa pluralidade no século XXI, em particular em território português e os seus impactos na música erudita, improvisação, ideias de forma aberta e outras, manifestando revoluções culturais.

Este projecto consiste numa digressão brasileira do Ensemble DME e que passa pelas cidades de Salvador da Bahia, São Paulo, Curitiba, Salvador e Rio de Janeiro.

É financiado pelo Ministério da Cultura - Direcção Geral das Artes.


Carlos Silva, Clarinete
Beatriz Costa, Violino
Miguel Rocha, Violoncelo
Alex Waite, Piano
Delia Ramos, Direcção Musical
Jaime Reis, Direcção Artística
Caio Rodrigues, Assitência Técnica


Concerto comentado | Obras para Violino e Electrónica

USP - Universidade de São Paulo, 15 de Agosto de 2023 

Beatriz Costa, Violino
Jaime Reis, Direcção Artística e Electrónica

Com um agradecimento a Fernando Iazzetta.







Concerto comentado | Obras para Violino e Electrónica

Universidade Federal do Paraná, 17 de Agosto de 2023

Beatriz Costa, Violino
Jaime Reis, Direcção Artística e Electrónica

Com um agradecimento a Edwin Ricardo Pitre Vásquez e Silvana Ruffier.










Ensemble DME: Concerto comentado | Música em Liberdade - Portugal

Reitoria da UFBA, 21 de Agosto de 2023


Sinopse:

Partindo da obra "CDE" (1970), de Jorge Peixinho, que remete para o advento do Movimento Democrático Português (MDP), através da Comissão Democrática Eleitoral (CDE), uma das mais importantes organizações políticas da Oposição Democrática ao regime do Estado Novo em Portugal, o Ensemble DME seleccionou outros repertórios que celebram a revolução d0 25 de Abril de 1974 que terminou com a ditadura em Portugal. Também foi interpretada a peça encomendada pelo Projecto DME ao compositor Carlos Marecos, “A Casa do Cravo”, para piano, electrónica processada em tempo real, inspirada na vivência do compositor durante o período do pós 25 de Abril de 1974 (Processo Revolucionário em Curso - PREC) que inclui gravações que o próprio realizou das emissões radiofónicas da ocupação da rádio renascença em 1975, bem como excertos de canções de intervenção. Algumas destas gravações constituem documentação potencialmente única em si mesma, na medida que se trata de gravações realizadas ao vivo aquando da tomada da RR e das quais não temos registo que haja mais gravações daqueles momentos em que se escutam as vozes tumultuosas, mas por vezes trémulas, com momentos de pontuais inseguranças no discurso dos soldados que claramente não podiam assegurar as consequências dos seus actos. A obra de Marecos transcende a mera paisagem sonora, criando um discurso musical forte e que se coaduna com a sua visão política da época, numa elegia a esse período e homenagem à liberdade daí obtida. “A Casa do Cravo” foi o título dado pelo compositor à peça. Parte de uma inspiração real que “habita” Santiago do Escoural, em Montemor-o-Novo, e que pertence à família do próprio compositor, onde está pintado um cravo na parede. A senhora que o pintou chamava-se Florinda Concórdia. Outro episódio que liga Santiago do Escoural à peça é o caso da morte de duas pessoas aquando das entregas das terras no fim da reforma agrária, episódio que ficou conhecido como a manhã sangrenta da reforma agrária. De certa forma, essas pessoas também são homenageadas na peça quando se escuta «Incitaram-nos a continuar e a lutar até ao fim!». Os nomes das vítimas também são mencionados subtilmente na parte electrónica: Antónino Casquinha e João Caravela. A obra de Jaime Reis, “A Omnisciência é um Colectivo - Parte 1”, é uma miniatura acusmática para 9 canais em sistema de espacialização semi-esférico. Foi estreada em 2009, num concerto no Coliseu dos Recreios, com o grupo Blasted Mechanism e o escultor Pedro Carvalho, para mais de 3000 pessoas. A Omnisciência é um estado que só pode ser alcançado pelo Coletivo da Humanidade. Para resolver os problemas do mundo que inibem a Harmonia, toda a Humanidade deve dialogar, criar e partilhar conhecimento. 


Programa:

Jaime Reis: A Omnisciência é um Colectivo - Parte I (2009)
para 

Carlos Marecos: A Casa do Cravo (2019)
para piano e electrónica em tempo real 

Jorge Peixinho: CDE (1970)
para piano, violino, clarinete e piano 












Ensemble DME: Concerto comentado | Música Acusmática
UFBA, 22 de Agosto de 2023 

Obras de Annette Vande Gorne, Jaime Reis, Mariana Vieira, Marta Domingues

Jaime Reis, Electrónica





Ensemble DME: Concerto comentado | Gerações de compositores portugueses
UFBA, 23 de Agosto de 2023

Programa:

João Pedro Oliveira: Hokmah
para clarinete e piano

Hugo Xavier Almeida: Declamação
para violino e electrónica

Jaime Reis: sigma.cobre
para violoncelo e piano

Clotilde Rosa: Densidades
para violino e electrónica

Jaime Reis: Sangue Inverso (I): Magnetite
para piano

Jaime Reis: Inverso Sangue (I): Âmbar
para clarinete

Jaime Reis: Sangue Inverso (I) - Inverso Sangue (I)
para clarinete e piano

Diogo AlvimShift
para clarinete

João Pedro Oliveira: Beyond
para clarinete, violoncelo, piano e electrónica

Alex Waite. Piano
Beatriz Costa, Violino
Carlos Silva, Clarinete
Miguel Rocha, Violoncelo
Caio Rodrigues, Assistência Técnica
Jaime Reis, Direcção Artística e Electrónica






Ensemble DME: Concerto comentado | Música em Liberdade pelo mundo
UFBA, 24 de Agosto de 2023

Programa:

Alla Zagaykevych: Mithe IV: KS (2011) [ca. 7']
para violino, electrónica em tempo real

Iannis Xenakis: Charisma (1971) [ca. 5']
para clarinete e violoncelo

Mario Mary: Aarhus (2001) [ca. 11']
para violino e electrónica

John Cage: Radio Music (1956) [ca.  6 ']

Jessie Marino: throw me to you and back again [ca. 10’]

Alex Waite, Performer
Beatriz Costa, Violino
Carlos Silva, Clarinete
Delia Ramos, Performer
Miguel Rocha, Violoncelo
Caio Rodrigues, Assistência Técnica
Jaime Reis, Direcção Artística e Electrónica










Ciclo de Concertos em Rio de Janeiro | Música em Liberdade

Escola de Música da UFRJ, 28 de Agosto de 2023
Salão Leopoldo Miguez, 29 de Agosto de 2023
UNIRIO, 31 de Agosto de 2023




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Festival Imersivo 2024

Vozes de Revolução | Ourique

Bartolomeu, o Voador | EACMC